quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Os Deuses, a Música e o Chile

Ao clicar sobre as fotos elas abrirão em resolução máxima.

Nossa viagem começou ao conhecer duas interessantes e inteligentes meninas chilenas, Paula e sua amiga, no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

No terminal de embarque e durante o vôo fomos sentindo a alegria e felicidade deste país ao receber delas todas as dicas do que visitar.

Silvia e eu assistimos, após a missa das 18h, no dia 13 de setembro na Igreja Matriz de Santa Cruz no Chile a apresentação do Conjunto Barroco Andino.

Com seus trajes típicos, flautas andinas e regido pelo maestro Raul Mellao H. o conjunto de 10 artistas (violoncelo, violão, viola, flautas doce, transversal e andina) apresentou um recital de músicas clássicas e folclóricas.

A Igreja lotada, com muitas crianças em silencio e em êxtase, parecia que flutuava no ritmo sublime dos deuses.

Programación - Primera Parte:
W. A. Mozart - ALLEGRO de Eine Kleine Nacht Musik.
J. S. Bach - AIR de la Suite Nº3 para cuerdas.
J. S. Bach - BADINERIE de la Suíte Nº2 para flauta y cuerdas.
J. S. Bach - ESURIENTES del Magnifcat, original para contralto.
G. F. Handel - ALLEGRO del Concerto Grosso Nº4 para orquestra de cuerdas.
J. S. Bach - WACHET AUF - Coral de la Cantata Nº140.
J. S. Bach - MINUETO COM TRIO de la Partida Nº1 para clavecin.
A. Dvorak - DANZA ESLAVA Nº10 para piano a 4 manos.

Segunda Parte:
Y SECA YA ESSE LLANTO - Música: Jaime Soto Leon - Texto: Federico Garcia Lorca.
DANZA DE LOS MIRLITOS - Tchaikovsky del Ballet Cascanueces.
QUÉ DIRÁ EL SANTO PADRE - Violeta Parra - Canción.
TESTAMENTO - Música: Jaime Soto Leon - Texto: Pablo Neruda.
DANZA COM MANDOLINAS - S. Prokoffiev del Ballet Romeo y Julieta.
NACISTE DE LOS LEÑADORES - Música: Sergio Ortega - Texto: Pablo Neruda.
LA TIERRA SE LLAMA JUAN - Música: Jaime Soto Leon - Texto: Pablo Neruda.
RETRATO - Música: Horacio Salinas - Texto: Patrício Manns.
MARCHA TURCA - W. A. Mozart de la Sonata en La mayor para pianoforte.

Nesta rápida passagem de uma semana pelo Chile (Santiago, Santa Cruz, Valparaiso, Vina Del Mar e Portillo) sentimos o clima de amor à pátria, de respeito e de reverência de todos e em todos os lugares.

Nas conversas de rua, com motoristas, garçons, estudantes vivenciamos a forte educação de um povo. O índice de alfabetismo é de 97%.

A educação foi sempre prioridade neste país. A República do Chile, em 18 de setembro de 2010, completará 200 anos.

Seu primeiro presidente foi Bernardo O’Hinggins e em todo este tempo só houve um rompimento com a democracia, a queda e morte trágica de Salvador Allende eleito em 1970. A ditadura do Regime Militar de Augusto Pinochet de 11 de setembro de 1973 a 11 de março de 1981 não se descuidou dos investimentos em educação.

A presidenta Michelle Bachelet, com muita harmonia e liberdade, conduz as eleições que ocorrerão este ano. No Chile a presidência é exercida por um único mandato de 4 anos.

Em setembro, mês das festas nacionais, se vê tremular as cores vermelha, azul e branca das bandeiras, cartazes e fitas que vestem a cidade.

As festas populares ocorrem em seus belos e bem cuidados parques.

Santiago, fundada em 1541, é uma cidade moderna, com arquitetura arrojada e um sistema de vias públicas rápidas, e transporte coletivo ágil e confortável.

O metrô nos conduz a todos os cantos da cidade em modernos vagões interligados.

Os museus de Arte Pré Colombiano e de Belas Artes, Mercado Central e seus pontos turísticos como Cerro Santa Lucia, Cerro San Cristóbal e o bairro Bela Vista frequentado pelos jovens são atrações imperdíveis e inesquecíveis.

Entretanto, a imagem que fica em nossas mentes é o da Cordilheira dos Andes que parece um anjo protetor a debruçar-se sobre esta bela cidade.

Valparaiso é o porto onde em 1536 se iniciou a colonização espanhola. Uma cidade, que hoje faz parte do patrimônio histórico da humanidade, onde o moderno se incorpora ao histórico.

Vina Del Mar, cidade turística, encanta pela paisagem e uma arquitetura inovadora de seus edifícios, onde o Hotel e Cassino Enjoy tem uma atração especial.

Portillo, um ninho na Cordilheira dos Andes, é um espetáculo no vai e vem dos teleféricos e seus esquiadores de todas as idades e habilidades. Uma experiência agradável, também, para não esquiadores. Chegar ao topo, através da estrada que vai escalando as Cordilheiras, é fantástico.

8 comentários:

marcelo.juliano disse...

Olá Geraldo, espero que estejas bem !
Tenho lido e acompanhado os seus textos, em alguns temos a mesma opnião, em outros nem tanto.
São lindas as fotos que tirou ! Principalmente aquela em que estão as " Chilenas " e minha linda irmã no aeroporto de Cumbica.Perdoe-me pela falta de humildade, mas sou reconhecidamente um "Irmão Coruja".
Adorei ver aquela foto em local de destaque no seu Blog.
Comentando os relatos de sua viagem, fico frustrado de saber que um país novo e menor em relação ao nosso Brasil, seja mais culto, disciplinado e com um povo mais patriota.
Bom, mas como brasileiro que sou, solto uma indagação bem típica:
Somos melhores no futebol !!!
Lamentável...
Te cuida.


abração

Girley Brazileiro disse...

Em fevereiro passado, senti tudo isto que vc relatou, durante uma estada de uma semana. Fui a acompnahdo de minha esposa, filhos e nora. Já conehciamos o Chile, mas é sempre bom voltar. santiago a cda volta é uma nova cidade. Moderna e bem estruturada. A educação do povo vc retratou muito bem.
Somos sempre encantados com esse país, onde tmeos bons amigos e de onde temos boas lembranças.
Meu abraço e parabéns por esta postagem.
Girley Brazileiro

Carolina Saes Chiofetti disse...

Olá Geraldo, que bacana você dividir esta experiência conosco! Vou entrar no link de casa porque aqui no escritório está bloqueado!

Um abraço

Luiz Alevato Grijó disse...

Que bom!
Graças à gentileza do querido amigo Geraldo demos um lindo passeio gratis no Chile. O Geraldo foi cicerone e fotografo, e nos encantou tanto com o texto como com as fotografias. Sei que dizer muito obrigado é pouco, mas não hà palavras alem do "muitissimo obrigado". E creia-me, Geraldo, eu gostaria de ir alem do "muitissimo obrigado". Um forte, afetuoso e fraterno abraço.

Jair Padovani disse...

Boa Tarde Geraldo,

Muito obrigado e posso lhe dizer que um passeio no Chile é semple muito bom,
mas o vinho passou em branco ?

Um abraço.

Geraldo Leal de Moraes disse...

Caro Padovani,

Os vinhos chilenos são fantásticos e visitamos a região das vinícolas onde pudemos degustá-los, nos almoços e jantares, sempre vinho, mas esse será outro artigo.

Um grande abraço.

Paulo Ernani C. Tatim disse...

Caro Geraldo

Foi muito bom visitar o teu blog, pois a Meire e eu tivemos a oportunidade de rever um pouco do Chile que visitamos em maio deste ano.

Um abraço.

Wesley Collyer disse...

Olá, companheiro!

Maravilha, adorei e recordei minha viagem pra lá.

Abraço fraterno.